LOGO CIÊNCIA E CULTURA NA ESCOLA copernico03.jpg - 11534 Bytes








 SISTEMA SOLAR INFANTIL BÁSICO OPÇÃO ATUAL  AVANÇADO
NETUNO

 
     ÍNDICE

MITOLOGIA OS ANÉIS DE NETUNO AS LUAS DE NETUNO
CONHECENDO NETUNO



Os anéis de Netuno


      A evidência de que havia arcos incompletos ao redor de Netuno surgiu através de observações terrestres por volta de 1980, porém somente com a chegada da nave Voyager 2 em 1989 é que definitivamente ficou evidente que Netuno também possuía um sistema de anéis bastante fracos e de pequena densidade de partículas.
NETUNO ANÉIS
      O anel mais externo recebeu o nome de Adams, ele é formado por três arcos distintos que receberam o nome Liberté, (Liberdade), Igualité (Igualdade) e Fraternité (Fraternidade). Estes nomes foram dados pelo fato que em 1989, enquanto a voyegra passava por Netuno, comemorava-se o bicentenário da revolução Francesa.
      Outros anéis foram descobertos pela nave Voyager 2. Além do anel Adams que se situa a 63.000 km do centro de Netuno, temos o Anel de Le Verrier que está a 53.000 km e o Anel de Galle mais largo, porém mais fraco localizado a 42.000 km do planeta.
       Entre os anéis Lê Verrier e Adams, encontramos dois anéis muito tênues que receberam os nomes de Lassell e um outro que o circunda de Arago, a 57.000 km do planeta
NETUNO ANÉIS




      Esta imagem órbita pela nave Voyager 2 nos mostra o sistema de anéis de Netuno. Os dois anéis principais são claramente visíveis, é também visível nesta imagem o anel mais fino na região interna. O clarão luminoso da imagem se deve ao fato de que foi tirado no momento do crescente do planeta Netuno. Você pode ver ao fundo numerosas estrelas luminosas. Ambos os anéis luminosos possuem material ao redor de toda a órbita, ou seja, ele é contínuo.
NETUNO ANÉIS
      Uma das dificuldades para visualizar os anéis de Netuno é a sua pequena densidade. A pequena concentração de partículas faz com que a luz atravesse facilmente. Para obter uma imagem bem nítida dos anéis de Netuno, foi importante conseguir uma posição da nave para captar o espalhamento da luz pelas partículas constituintes dos anéis e assim visualizar com clareza os seus contornos.
      Estas imagens de exposição longas, foram tiradas enquanto os anéis estavam sendo iluminados por trás pelo Sol. Esta posição aumenta a visibilidade do pó e permite ver partes mais finas do anel. Esta posição é ideal para detectar partículas microscópicas que espalham a luz vinda do Sol.

       Netuno possui um campo magnético muito forte. Ele também possui um sistema de anéis consistindo de quatro anéis: dois finos e dois grossos. Os anéis são compostos por partículas escuras que variam em tamanho. Netuno possui oito satélites naturais, quatro dos quais orbitam dentro dos anéis. O maior dos satélites é Tritão. Devido à órbita retrógrada de Tritão, sua densidade, e composição, astrônomos teorizam que Tritão não seja um dos satélites originais de Netuno. Eles teorizam que Tritão foi capturado pela atração gravitacional de Netuno, forçando-o a entrar em órbita ao redor do planeta. Acredita-se que Tritão seja formado por uma combinação de rochas e gelo. Sua temperatura na superfície é de -245 graus Celsius, e ele possui uma atmosfera fina composta de nitrogênio e metano.


Continuando a nossa viagem.....