Netuno
ATIVIDADES PEDAGÓGICAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS EXPLORANDO O SISTEMA  SOLAR EXPLORANDO O SISTEMA  SOLAR ATIVIDADES PEDAGÓGICAS EXPLORANDO O SISTEMA  SOLAR
14ª lua - S / 2004 N1
INFANTIL INFANTIL AVANÇADO BÁSICO BÁSICO ATIVIDADES PEDAGÓGICAS EXPLORANDO O SISTEMA  SOLAR ATIVIDADES PEDAGÓGICAS EXPLORANDO O SISTEMA  SOLAR EXPLORANDO O SISTEMA  SOLAR EXPLORANDO O SISTEMA  SOLAR ATIVIDADES PEDAGÓGICAS EXPLORANDO O SISTEMA  SOLAR
Todas as imagens utilizadas neste site pertencem a terceiros, que gentilmente permitiram sua utilização, assim sendo não podemos autorizar a utilização das imagens deste site. © CIÊNCIA-CULTURA.COM - Responsável - Ricardo Pante
Explorando o sistema solar ……
Sol
Saturno
Lua
Distância de Mercúrio ao Sol. Comparando tamanhos. Estrutura interna de Netuno. Comparando a massa. Temperaturas máximas de Netuno. durante o dia  durante à noite  Rotação de Netuno. Rotação de Netuno demora aproximadamente 16 horas. Movimento de translação de Netuno A duração do movimento de translação ao redor do Sol é de 165 anos terrestres. A massa de 17 Terras corresponde a massa de Netuno O que sabemos sobre Netuno ? Terra Netuno Composição da atmosfera de Netuno  Netuno é o oitavo planeta do sistema solar, e faz parte do grupo dos planetas gigantes. Netuno é o quarto maior planeta do nosso sistema solar, seriam necessários aproximadamente 60 planetas Terra para formar Netuno. O nome foi dado em homenagem ao deus romano do mar. Netuno foi descoberto em 1846 por Johann Galle, astrônomo do Observatório de Berlim. Galle sabia onde devia procurar o planeta, graças aos cálculos matemáticos feito pelo francês Urbain Le Verrier. Le Verrier percebeu que o planeta Urano sofria alterações no seu posicionamento, não concordando exatamente com a posição prevista pelos cálculos matemáticos, ficando sempre um pouco atrasado ou um pouco adiantado em sua órbita. Sugeriu-se, então, que estas perturbações gravitacionais seriam causadas por outro corpo celeste que orbitaria o Sol além de Urano. Desta forma, a partir de cuidadosas observações das variações da posição de Urano, seria possível calcular a posição do corpo desconhecido. Netuno é bastante semelhante com Urano. É 57 vezes maior que a Terra, mas gira muito rapidamente - um dia dura apenas 16 horas 7 minutos. Sua distância média do Sol é de cerca de 4.500 milhões de km, e um ano em Netuno dura aproximadamente 165 anos terrestres. Embora a atmosfera é muito fria -223 °C, o planeta azul possui ventos muito fortes e ciclones. Os ventos de Netuno deslocaram a Grande Mancha Escura para o oeste a 300 m/s.  Netuno provavelmente é o planeta com as maiores tempestades de ventos do nosso sistema solar. Os Ventos rasgam às nuvens com velocidades superiores 2 000 km/h. A grande mancha escura de Netuno foi um indicativo de uma violenta tempestade cujo tamanho era comparável ao da Terra, com ventos atingindo uma velocidade de 1100 km/h. Esta mancha desapareceu, porem recentemente surgiu uma nova, em um local diferente do planeta.   As três manchas visíveis nesta imagem, estão entre as mais interessantes em Netuno. No topo está a Grande Mancha Escura, acompanhado por nuvens brancas e brilhantes, que mudam rapidamente com o tempo. Abaixo da mancha escura temos uma mancha clara que os cientistas a apelidaram de "Scooter". Abaixo da “Scooter” vemos a Pequena Mancha Escura. Todas as três manchas estão se deslocando para o leste com velocidades diferentes, o que torna raro elas serem fotografadas  juntas. NASA - JPL  As luas de Netuno (NASA / ESA / A. Campo / STScI) William Lassell foi um dos grandes astrônomos amadores do século 19 da Inglaterra, usando a fortuna que ele fez no negócio de cervejaria financiou seus telescópios. Ele viu Tritão em outubro de 1846 - apenas 17 dias depois que o observatório de Berlim ter descoberto o planeta Netuno. Mais de um século passou até a descoberta da segunda lua, Nereida. Os satélites de Netuno são nomeados a partir de personagens da mitologia grega ou romana relacionados com o oceano ou Netuno (Poseidon) Tritão, é de longe o maior dos satélites de Netuno. O astrônomo Gerard Kuiper encontrou a terceira maior lua de Netuno, Nereida, em 1949. Ele não conseguiu visualizar Proteu, o segundo maior, porque é muito escuro e muito perto de Netuno para os telescópios da época. Proteu é uma lua ligeiramente não esférica. Proteu e outras cinco luas só foram descobertas com a chegada da nave americana Voyager 2 para poder descobri-los. Todos eles estão entre os objetos mais escuros encontrados no sistema solar. Astrônomos usando telescópios terrestres com maior precisão, encontraram outros satélites em 2002 e 2003, elevando o total para 13 luas. Atualmente considera-se que Netuno possua 14 luas.  Netuno tem pelo menos cinco, anéis estreitos escuros, com os nomes dos cientistas que participaram na descoberta do planeta, uma homenagem a Galle, Le Verrier, Adams e outros. Tritão é a maior lua de Netuno . É uma lua bastante incomum, por ser a única grande lua em nosso sistema solar que orbita no sentido contrário da rotação de seu planeta, chamamos de órbita retrógrada. Os cientistas acreditam que Tritão foi um objeto do Cinturão de Kuiper capturado a milhões de anos pela atração gravitacional de Netuno. Ele compartilha muitas semelhanças com Plutão , o planeta anão mais bem conhecido na região do Cinturão de Kuiper. Como a nossa lua, Tritão possui uma rotação síncrona com Netuno, ou seja, sempre tem a mesma face voltada para Netuno.  Tritão tem um diâmetro de 2 700 km. Imagens da sonda Voyager 2, mostram que a lua de Netuno, possui poucas crateras na sua superfície, com planícies vulcânicas, montes e buracos formados por fluxos de lava gelada. Tritão possui uma crosta de nitrogênio congelado envolvendo um manto de gelo que se acredita cobrir um núcleo de rocha e metal.     A fina atmosfera de Tritão é composta principalmente de nitrogênio (95%) com pequenas quantidades de metano. Esta atmosfera provavelmente se origina da atividade vulcânica de Tritão, que é aquecido sazonalmente pelo Sol.  Tritão, Io e Vênus são os únicos corpos no sistema solar, além da Terra, que são conhecidos por terem atividade vulcânica no momento. Tritão é um dos corpos celestes mais interessante do nosso Sistema Solar, é tão frio que a maior parte do nitrogênio de Tritão é condensada como a geada, dando a sua superfície um brilho intenso, refletindo 70% da luz solar que o atinge. As temperaturas da superfície é de -235 ° C. Durante o sobrevoo da nave Voyager 2 em 1989, foram encontrados em Tritão gêiseres ativos, tornando-se uma das poucas luas geologicamente ativa em nosso sistema solar. A lua Tritão.